Cadastre seu email e receba as melhores informações grátis sobre pássaros!

Como Reproduzir o Curió em Cativeiro

Por | 1 comentário

Share Button

Na natureza o Curió defende arduamente seus domínios caso outra ave se aproxime do ninho, contudo, em cativeiro não será difícil procriar a espécie, desde que o local de acasalamento reproduza o habitat natural, para isso, você pode criá-lo em viveiros ou gaiolas. No caso dos viveiros para Curió, você pode colocar pequenas árvores no seu interior, já com as gaiolas coloque bastante material para fazer o ninho. O mais importante é colocar as gaiolas ou os viveiros em um local arejado, que não seja escuro, não sofra correntes de ar e nem excesso de calor ou frio e, se possível, receba os raios solares da manhã, desta forma ficará mais fácil para reproduzir o Curió em cativeiro.

 
Como Reproduzir o Curió em Cativeiro Como Reproduzir o Curió em Cativeiro


 

MELHOR ÉPOCA PARA REPRODUZIR O CURIÓ EM CATIVEIRO

 

Os Curiós estarão prontos para iniciarem a reprodução em cativeiro após um ano de idade, e o período de acasalamento no Brasil vai de setembro até o fim de março. A fêmea de Curió botará de dois a três ovos por postura e a eclosão ocorre cerca de 12 dias após o inicio do choco. Os ninhos mais recomendados são feitos de bucha e são semelhantes aos dos Canários e Bicudos. O casal reprodutor deve estar com muita saúde, sem nenhum sinal de doença e/ou tristeza, além disto, a fêmea deve ter de 1 a 4 anos de idade, que é seu período de postura, embora algumas possam continuar com a postura mais tempo.

 
 

PREPARATIVOS PARA REPRODUZIR O CURIÓ EM CATIVEIRO

 

Para que o acasalamento do Curió aconteça, coloque o macho e a fêmea inicialmente em gaiolas separadas, ou em criadeiras com divisórias no meio, e deixe o casal próximo. O macho começará a cantar para a fêmea e esta deverá pedir “gala” ao macho. Após uns 20 a 30 minutos de observação você poderá tirar a divisória, assim o macho deverá realizar a “cobertura” da fêmea. Repita o processo por dois a três dias, até que a fêmea bote o primeiro ovo (cerca de 2 a 4 dias após a primeira gala). Com 06 dias de choco você poderá fazer o teste da ovoscopia. Se for chocar em viveiro você pode deixar os dois pássaros juntos, mas fique atento a agressões excessivas.

 
 

NASCIMENTO DE FILHOTES DE CURIÓ EM CATIVEIRO

 

Os filhotes assim que nascem precisam de uma grande variedade de alimentos para que possa se desenvolver adequadamente. Por volta do 12º dia de vida deve-se colocar a anilha. Algumas fêmeas costumam rejeitar os filhotes após a colocação da anilha, para evitar isto você pode cobrir a anilha com um esparadrapo ou outro material fosco da cor da perna do filhote. Você também pode pendurar as anilhas próximas do ninho, assim a fêmea vai se acostumando com elas.

 
Reproduzir o Curió em Cativeiro Como Reproduzir o Curió em Cativeiro
 

Após os filhotes de Curió nascerem, eles levarão cerca de 10 a 14 dias para começarem a querer sair do ninho. É nesse período que os filhotes começam a exercitar as asas e as pernas, por isto, você deve colocar o ninho em lugar baixo para evitar que os filhotes morram por uma eventual queda. Com 20 a 25 dias os filhotes começam a gorjear, ou seja, iniciam a cantaria. Com cerca de 30 a 35 dias eles já se alimentam sozinhos e você deve retirá-los da companhia dos pais. Isso é muito importante porque o macho poderá feri-los se ouvir cantos de outros pássaros. Ficou alguma dúvida sobre como reproduzir o Curió em cativeiro?

Cadastre seu email e receba as melhores informações grátis sobre pássaros!