Saiba Tudo Sobre a Criação de Agapornis

Por | 110 comentários

Share Button

A palavra “Agapornis” vem do grego e significa “Pássaro do Amor”, isto se deve ao fato de sempre viverem aos pares e de geralmente formarem casais para a vida inteira. Existem nove espécies de Agapornis, sendo: Roseicollis, Fischer, Personata, Nigrigenis, Pullaria, Lilianae, Taranta, Cana e Swinderniana, sendo os quatro primeiros os mais comuns de serem encontrados, especialmente os Agapornis Roseicollis. Os cuidados básicos servem para todas as espécies! Algumas pessoas conhecem estas aves como “pássaro Agapone” ou “pássaro Argapone”, porém o correto é Agapornis. Recentemente lançamos nosso guia completo sobre a criação e reprodução do Agapornis, vale a pena dar uma boa lida. Vamos então saber mais sobre a criação de Agapornis!

 
tudo sobre a Criação de Agapornis Saiba Tudo Sobre a Criação de Agapornis


 

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DO PÁSSARO AGAPORNIS

 

Os pássaros Agapornis medem entre 15 a 17 cm e não apresentam diferenças sexuais entre machos e fêmeas, o que dificulta a formação de casais. Vivem muito bem em gaiolas coletivas ou viveiros, desde que tenham apenas outros Agapornis, pois eles são um pouco territorialistas e agressivos com outras espécies. São pássaros muito alegres, brincalhões e barulhentos, e se forem criadas desde cedo ficarão mansos e se acostumarão a ficar no dedo dos donos.

 
 

ALIMENTAÇÃO DE UMA CRIAÇÃO DE AGAPORNIS

 

A alimentação de uma criação de Agapornis basicamente é a mesma do Periquito Australiano, ou seja, é composta por sementes como alpiste e painço. Na época da reprodução devemos reforçar a presença de cálcio na alimentação, seja adicionando na água dos bebedouros ou colocando um Osso de Siba para os pássaros. Devemos oferecer verduras, legumes e frutas, como couve, almeirão, jiló, maça, cenoura entre outros. A água dos bebedouros de pássaros deve ser trocada diariamente, evitando o acumulo de lodo e alga nas vasilhas, sem falar que a água deve ser pura e fresca.

 
Criação de Agapornis Saiba Tudo Sobre a Criação de Agapornis
 

O ACASALAMENTO NA CRIAÇÃO DE AGAPORNIS:

 

Depois de formado os casais, devemos fornecer um ninho de madeira para Agapornis que é encontrado facilmente em Pet Shops ou lojas de produtos agropecuários. Alguns criadores preferem utilizar o ninho para Calopsita, pois eles são maiores e mais espaçosos para os filhotes, especialmente quando eles já estão crescidos. Deve ser fornecido material para que eles possam fazer o ninho, podendo ser palha seca de milho, fibras de coco, capim macio ou folhas de coqueiro. As fêmeas botam de 3 a 7 ovos e os filhotes nascem com cerca de 22 a 24 dias. Os filhotes ficam independentes com cerca de 2 meses de idade e devem ser separados para que os pais possam iniciar uma nova postura, caso você queira iniciar uma nova criação de Agapornis. Vale destacar que eles se reproduzem com muita facilidade, e é comum que a fêmea de Agapornis comece uma nova postura com os filhotes ainda no ninho.

 

As gaiolas para reprodução de Agapornis devem ter cerca de 80cm x 50cm x 50cm para cada casal. A criação de Agapornis também pode ser feita em viveiros comunitários para pássaros, sendo que neste caso você deverá ter mais ninhos do que a quantidade de casais, evitando assim brigas pelos melhores ninhos. Se você tem algo que gostaria de acrescentar no texto é só deixar um comentário.

 
Saiba Tudo Sobre a Criação de Agapornis Saiba Tudo Sobre a Criação de Agapornis
 

MANUTENÇÃO DIÁRIA NA CRIAÇÃO DE AGAPORNIS:

 

Caso a sua criação de Agapornis seja feita em gaiolas, você deverá limpá-las diariamente, trocando o forro sempre que ele ficar sujo. É muito importante limpar os bebedouros, removendo qualquer tipo de sujeira que possa ficar. As formas mais comuns de doenças de pássaros são transmitidas através da água, esse simples cuidado manterá suas aves com muito mais saúde.

Cadastre seu email e receba as melhores informações grátis sobre pássaros!